Área do profissional

Entidades da Odontologia buscam transformar Brasil Sorridente em Lei Federal

Entidades da Odontologia buscam transformar Brasil Sorridente em Lei Federal

Na última semana, o Deputado Alex Canziane, quarto Secretário da Mesa Diretora da Câmara, declarou apoio ao Projeto de Lei que transforma a Política Nacional de Saúde Bucal em Lei Federal - um grande ganho para a Odontologia, devido à importancia fundamental do Programa Brasil Sorridente, que busca garantir ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde bucal da população brasileira, ampliando o acesso ao tratamento odontológico gratuito, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Hoje, o Brasil Sorridente conta com 24 mil equipes de saúde bucal, 1.400 centros de especialidade odontológica e laboratórios regionais de prótese dentária em 1.800 municípios credenciados e beneficia 60% da população brasileira com filtração da água de abastecimento público.

Segundo o conselheiro sergipano e presidente da Comissão de Políticas Públicas do CFO, Harildo Deda, o PL tem a importância de assegurar os avanços do Brasil Sorridente e torná-lo independente das mudanças de governo. “As entidades de Odontologia estão unidas em torno do projeto de lei. Vale ressaltar que o projeto é bom não só para a classe odontológica, mas, sim, para todos os brasileiros", pontua. No registro, ele aparece ao lado do Alfredo Pucca Jr., professor de Odontologia da UnB e ex-coordenador de Saúde Bucal do Ministério da Saúde; do presidente da ABO Nacional, Luiz Fernando Varrone; do presidente da ABO-CE, Emilson Barros.

O CRO-SE apoia a iniciativa e se une às demais entidades da odontologia brasileira em prol da garantia deste direito adquirido para a população.

Ouvidoria Artigos Dúvidas frequentes